deckstats.net

Author Topic: [EDH / Commander] Queen Marchesa, Pillowfort and Control  (Read 268 times)

JMarostica

  • New Member
  • *
  • Posts: 2
  • Karma: 0
    • View Profile
  • Decks
[EDH / Commander] Queen Marchesa, Pillowfort and Control
« on: April 13, 2018, 04:36:42 am »
Queen Marchesa, Pillowfort and Control

http://deck.tk/1fcd2c4g

Prezados, sejam bem vindos...

Venho por meio deste artigo dar uma pequena contribuição ao universo de Magic the Gathering. Mas antes de começar a explicar a mecânica do deck, eu gostaria de contar uma breve historinha.

Eu jogo MTG desde 1998, de lá pra cá eu já tive a oportunidade de jogar vários formatos, alguns destes até já deixaram de existir. Nesses últimos anos iniciei as minhas primeiras tentativas de jogar Commander com os meus amigos, principalmente no modo multiplayer (Chaos).

Durante esse breve período que acompanhei o Commander, pude observar muitas vantagens no formato e também algumas desvantagens. Não pretendo citar as vantagens aqui, acho desnecessário tratar sobre os pontos mais legais do formato já que é visível o número de interessados pelo formato. Mas, acredito que este momento é apropriado para comentar sobre uma desvantagem que afeta o meu grupo de jogadores e que me levaram a optar por montar esse deck.

Em determinados momentos, quando estamos em uma partida caótica, com 4 ou 5 jogadores envolvidos, pude observar que ocorre uma desaceleração, perdendo ritmo da partida, o jogo pode ficar muito chato, lento e limitado. Os jogadores ficam muitas vezes restritos a agirem pouco em seus turnos e muitas vezes realizando poucas ou nenhuma ação. Essas situações podem deixar a partida muito extensa, demorando muito mais de uma hora, isso causa muitas vezes aborrecimento, frustração e sono entre os jogadores, principalmente quando eu e meus amigos resolvemos jogar tarde da noite ou de madrugada...

Para amenizar esse problema procurei por um comandante, uma estratégia e/ou um deck que oportuniza-se aos jogadores uma maior interessarão, com muitas piadas, discussões e principalmente forçar os jogadores a tomarem decisões durante o turno dos adversários, mantendo o pessoal atento na partida.

Depois de muita busca e muito estudo eu optei por montar um deck casual, controlador, focado no multiplayer, usando como comandante a Queen Marchesa, com ênfase em um jogo político, nos conceito de Pillow Fort e Aikido.

Conceito de Pillow Fort: O "Castelo de Travesseiros", é a ideia de defesa que se usa de técnicas para desestimular os oponentes em atacarem você, isso se faz levantando grandes "muros" de defesa, criando penalidades fortes ao atacá-lo, tornando pouco ou nada atrativo visá-lo como alvo.

Conceito de Aikido: De acordo com o dicionário, Aikido é uma "arte marcial japonesa, de natureza marcadamente defensiva, com técnicas que buscam a neutralização de ataques adversários por meio de movimentos de rotação e esquiva, nos quais a própria força do oponente é usada para desequilibrá-lo e vencê-lo...", neste deck aplica-se esse mesmo princípio.

Esse deck de Queen Marchesa propõe uma dinâmica mais política na partida, permitindo um posicionamento de negociação permanente com os outros jogadores, barganhando e/ou forçando acordos e alianças para obter vantagens, ao mesmo tempo que a Queen Marchesa pode criar situações que causam discórdia entre os demais jogadores.

A ideia do meu deck de Queen Marchesa se moldou com influência direta e principalmente de outros decks já divulgados nesses conceito. Nesse caso eu gostaria de citar os seguintes decks que me inspiraram:

http://tappedout.net/mtg-decks/queen-marchesa-politics-aikido-and-control/
http://tappedout.net/mtg-decks/marchesa-political-queen-of-pillows/

Portanto, eu indico para jogar com esse deck se você:
  • Gosta de interagir com outros jogadores;
  • Gosta de ter respostas para várias situações diferentes;
  • Goste de manter o controle da partida por alguns momentos;
  • Gosta de jogar defensivamente;
Eu não indico jogar com esse deck se você:
  • Gosta de criaturas grandes;
  • Precisa de combos como condição de vitória;
  • Não tem paciência com partidas longas;
  • Precisa de azul para ter controle ou comprar cards.
O deck foi originalmente montado para propor uma interação da Queen Marchesa com os demais jogadores. A principal estratégia da Queem Marchesa é forçar o relacionamento entre os demais jogadores. Isso não significa criar uma relação saudável e positiva entre você e os seus oponentes, mas sim uma relação que induz os seus oponentes a atacarem uns aos outros, causando a discórdia e o caos, mantendo a Queem Marchesa em uma posição discreta, na qual a suas ações passem a provocar seus oponentes mas sem que seja a próxima a ser alvo dos seus oponentes.

Para ter segurança em suas ações de interação com os demais jogadores, a Queen Marchesa abusa de cards que lhe deixam em uma posição confortável:

Defesas/Muros com cards como Teferi's Protection, Boros Charm, Delaying Shield, Ghostly Prison, Island Sanctuary, No Mercy, Righteous Aura, Solitary Confinement, Sphere of Safety, Dread, Kazuul, Tyrant of the Cliffs, Ophiomancer e Windborn Muse.

Ajuda/Ameaça com cards como Slayers' Stronghold, Sunhome, Fortress of the Legion, Key to the City, Orzhov Advokist, Royal Assassin, Master of Cruelties e Duelist's Heritage;

Punição/Aikido com cards como Backlash, Delirium, Deflecting Palm, Comeuppance e Selfless Squire;
Caos/intriga com Besmirch e Disrupt Decorum.

Ainda pretendo incluir cards com mecânica de "Council's dilemma" e "Will of the council" para aumentar a participação dos jogadores na partida através das votações que essas habilidades impõem, mas isso fica para um segundo momento, pois provavelmente causará mudanças significativas no deck.

Desde já agradeço a atenção de todos e peço a contribuição de vocês.
« Last Edit: September 01, 2018, 09:43:47 pm by JMarostica »